Laudo pericial que dirá o que provocou incêndio no Santa Teresinha deve ser entregue em dezembro

O Itep deve entregar até o início do próximo mês de dezembro, o laudo da perícia que foi feita no quarto aonde morreu a irmã Terenice Vilas Boas, no Educandário Santa Terezinha em Caicó. A informação foi confirmada ao Blog Sidney Silva pelo subcoordenador do órgão em Caicó, Janilson Cesar.

Os peritos que fizeram a perícia, encontraram dois recipientes, sendo um deles com líquido que pode ser inflamável e precisam confirmar a informação por isso foi solicitada nova avaliação e como isso prorrogação de prazo para a conclusão do laudo. O prazo oficial para a conclusão de um trabalho de perícia é de 10 dias.

A irmã Terenice Vilas Boas, morreu queimada no interior de seu quarto no Educandário Santa Teresinha em Caicó no dia 29 de outubro deste ano (2017).




ITEP conclui trabalho de identificação criminal de presos no Pereirão

Preso da Penitenciária de Caicó passa por identificação criminal realizada pelo ITEP

O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (ITEP-RN) está dando prosseguimento ao trabalho de identificação criminal nas unidades prisionais do Estado. Na última semana, o órgão concluiu o trabalho na Penitenciária Estadual do Seridó, mais conhecida como Pereirão, localizada no município de Caicó.

A identificação criminal dos presos está sendo realizada através do sistema AFIS (Automated Fingerprint Identification System) e tem o objetivo de identificar e individualizar os apenados.

O trabalho tem sido realizado pelos papiloscopistas do Instituto de Identificação (II), que realizam a individualização dos suspeitos através da comparação de impressões digitais, que é confrontada diretamente com um banco de dados da Polícia Federal.

Antes do presídio de Caicó, este trabalho já foi realizado na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior unidade prisional do Estado, onde cerca de 1.300 presos foram identificados. Na Penitenciária do Seridó, o trabalho foi concluído com a identificação de aproximadamente 300 detentos.

Segundo a subcoordenadora do II, Luciana Lima, a utilização do AFIS é fundamental para identificar e individualizar os suspeitos, a fim de colaborar com a persecução penal na resolução de crimes e manter atualizado o banco de dados, contribuindo com a troca de informações entre os setores de segurança do RN e de outros estados da federação.

Na medida em que individualiza e identifica os suspeitos, esta plataforma também se torna um grande aliado das polícias no combate à criminalidade em todo o país.

Do manual ao informatizado

Até então o banco de dados criminal do ITEP era atualizado manualmente e continha a identificação criminal de aproximadamente 7 mil suspeitos, mas com o funcionamento do AFIS será possível atualizar os Boletins de Identificação Criminal (BIC) e tornar todo o processo mais célere.

Com esta informatização, o instituto irá ceder informações criminais de suspeitos que constam no seu banco dados, assim como também terá acesso aos boletins de identificação de todos os estados do país.



Equipe de peritos do ITEP chega ao Educandário Santa Teresinha

Os peritos do Instituto Técnico-Científico de Perícia – Perícia chegaram por volta das 18hs30 minutos no Educandário Santa Teresinha para realizar a perícia no quarto aonde morreu a irmã Terenice Souza Vilas Boas.

Ela morreu queimada com as chamas de um incêndio ainda sem causa. Na verdade, a equipe veio de Natal para dizer posteriormente, através do um laudo técnico, o que provocou o fogo.



Corpo de freira morta em incêndio no Santa Terezinha é liberado do ITEP

O corpo da irmã Terenice Souza Vilas Bôas, foi liberado por volta das 12hs30min do Instituto Técnico-Cientifico de Perícia – ITEP.

A madre superiora da congregação do Amor Divino na Diocese de Caicó, assinou documentos atestando ser de Terenice Vilas Bôas, o corpo ali carbonizado. Mesmo assim, o médico legista fez a coleta de material para ser realizado o exame de DNA.

Se o procedimento atestando o reconhecimento do corpo não tivesse ocorrido, ele teria que ser encaminhado para Natal aonde seria feita a coleta de material para exame de DNA e teria que esperar pelo menos 30 dias para sair o resultado. A demora se dá porque o exame é feito no estado da Bahia.



Caicó: ITEP fará perícia no quarto onde freira morreu em incêndio

Quarto onde freira morreu no Educandário Santa Terezinha passará por perícia do ITEP – (Foto: Sidney Silva)

Uma equipe de peritos do ITEP vai periciar os quartos atingidos pelas chamas do fogo na madrugada deste domingo (29), no Educandário Santa Terezinha em Caicó. A previsão é que os trabalhos ocorram na parte da tarde.

Um carro da unidade do ITEP em Caicó, foi deslocado à Natal para buscar os peritos, pois, as viaturas do órgão na capital estarem todas ocupadas.



Governo do Estado publica edital para concurso do ITEP

Edital para concurso do ITEP foi lançado

O Governo do Estado publicou no Diário Oficial desta terça-feira (24), o edital do primeiro concurso público para provimento de cargos no Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP). Neste edital serão disponibilizadas 156 vagas, Perícia Criminal (50), Perito Médico Legista (40), Médico Psiquiatra (8), Agente de Necropsia (35) e Agente Técnico Forense (23).

O concurso será realizado pelo Instituto AOCP (http://www.institutoaocp.org.br/) e as provas serão realizadas no dia 04 de fevereiro de 2018. As inscrições começam a partir de 8h do dia 01/11/2017 e vai até às 23h59 do dia 19/12/2017. Para cargos de nível médio, a taxa de inscrição será de R$ 70, enquanto para o superior terá um custo de R$ 110.

No total serão três concursos, este e outros dois que serão realizados nos anos de 2019 e 2020. No total serão oferecidas 420 vagas, número que supera a decisão inicial de contratação de 358 servidores e atende às necessidades de composição do quadro pessoal do órgão.

Continue lendo



ITEP terá sistema para melhorar controle de gastos e fiscalizar materiais

O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (ITEP-RN) está implantando um novo sistema de almoxarifado, que vai permitir que a direção do órgão tenha um maior controle sobre os gastos – e possa fiscalizar a destinação e utilização dos materiais e equipamentos.

Segundo o diretor-geral Marcos Brandão, o novo sistema irá evitar gastos desnecessários e vai permitir que o órgão realize projeções de consumo. “A partir de agora nós teremos condições de fazer um relatório de consumo, isso será importante para que possamos planejar os gastos com compra de materiais, equipamentos e manutenção, por exemplo,”, revela.

O sistema de almoxarifado adotado pela direção do Instituto já está sendo utilizado em alguns órgãos da administração do Governo do Estado. E, agora passará a ser implantado também no ITEP para que o instituto possa ter um maior controle administrativo e financeiro.

O novo recurso de controle está disponível para os servidores responsáveis pelo setor financeiro do órgão e a previsão é de que seja implantado a partir desta quarta-feira (11).



GAECO acompanhou perícia do ITEP na Secretaria de Infraestrutura de Caicó

Técnicos do Instituto Técnico-Cientifico de Perícia – ITEP do RN, estiveram em Caicó no final de semana passado para realizar perícia na Secretaria de Infraestrutura da Prefeitura que foi arrombada na madrugada de sábado (16). De dentro do prédio, foi levado um computador com arquivos. Uma queixa foi prestada na Delegacia de Polícia Civil.

Os peritos do ITEP começaram os trabalhos no prédio para identificar digitais e outros vestígios que possam levar a polícia aos arrombadores, por volta das 22 horas da noite de sábado (16) e terminaram às 03hs da madrugada de domingo (17).

Um Promotor de Justiça do GAECO acompanhou por telefone o andamento da perícia no prédio da Secretaria de Infraestrutura que foi alvo da recentemente da Operação Blackout.

O prédio da referida secretaria, foi arrombado na madrugada de sábado por volta das 3hs20min. Imagens de uma câmera de segurança mostram um casal em uma moto na frente da secretaria.



Corpo de agricultor encontrado morto ainda não foi necropsiado e não está na geladeira do ITEP

Os familiares do agricultor Henrique Garcia, que foi encontrado morto na tarde desta quarta-feira (06), na zona rural de Janduis, reclamam que o Instituto Técnico e Científico de Perícia – ITEP, unidade de Mossoró, ainda não tinha liberado o corpo para ser sepultado.

O corpo foi encontrado na tarde de quarta-feira, mas, já estava morto há várias horas, vaja vista estar em estado de decomposição.

Familiares disseram que nesta quinta-feira foram informados que somente quando uma equipe que tinha se deslocado para Pau dos Ferros aonde recolheriam um corpo, é que fariam a necropsia.

Eles enviaram nota ao Blog Sidney Silva, confira:

Se as ações do Estado já não funcionam para os vivos,  dirá para os mortos? Desde ontem 06/09/17 que o corpo de Henrique Garcia se encontra no ITEP de Mossoró e ainda não foi feita a necropsia. As desculpas são estapafúrdias.  Alegam que o necrotomista foi atender uma ocorrência em Pau dos Ferros e por isso não foi possível  liberar o corpo do rapaz. Uma ocorrência que se deu depois que seu corpo chegou nas dependências da instituição e ainda assim teve prioridade. Enquanto isso a família já bastante sofrida,  pois o mesmo encontrava-se desaparecido há 4 dias, tendo que suportar mais a dor do descaso e da falta de respeito“.



Três bandidos mortos em confronto com PM são identificados no ITEP

A Tribuna do Norte destaca que o Itep identificou três dos quatro bandidos mortos em confronto com a Polícia Militar na divisa entre Paraíba e Rio Grande do Norte. Os criminosos haviam explodido agência em Brejo do Cruz, no interior paraibano, e foram mortos na tarde do domingo (3) durante o tiroteio com policiais. Os identificados são potiguares.

Herbyson de Paiva Azevedo, de 22 anos, Francisco Cleber da Silva, de 32, e Erick Jhony Apolinário Silva, de 25. Todos já tiveram os corpos liberados. Um cadáver ainda não foi identificado.

A Polícia apreendeu ainda oito armas com os bandidos, sendo três fuzis e três espingardas calibre 12, e também explosivos e coletes balísticos.



Sesap e Itep devem cadastrar funerárias para remoção de cadáveres em hospitais

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou que a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) e o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) cadastrem funerárias com registro regular para facilitar a identificação delas pelos hospitais quando houver a necessidade de remoção de cadáveres. A recomendação, expedida pela 47ª Promotoria de Justiça de Natal, foi publicada na edição desta sexta-feira (18) do Diário Oficial do Estado (DOE).

O documento é endereçado ao secretário estadual de Saúde, George Antunes de Oliveira, e ao diretor-geral do Itep, Marcos José Brandão Guimarães. O objetivo é acompanhar o cadastramento, na Sesap e no Itep, das empresas relacionadas às atividades de remoção de cadáveres, principalmente relacionados aos traslados de corpos oriundos de hospitais.

A Promotoria adverte que a não observância da recomendação implicará na adoção das medidas cabíveis. O MPRN deu prazo de 30 dias para que sejam encaminhadas informações pormenorizadas quanto à adoção das medidas administrativas para o pleno atendimento da recomendação.

Clique aqui e leia a íntegra da recomendação.



ITEP emite mais de cem identidades para idosos em Jardim do Seridó

O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (ITEP), através da sua unidade regional do Seridó, realizou no último sábado (5), mais uma ação do projeto Identificando Cidadania, que nesta etapa atendeu idosos da cidade de Jardim do Seridó, dando a eles a oportunidade de emitir seu documento de identidade.

Diante da necessidade de levar a emissão de identidades aos idosos daquela cidade, a equipe do ITEP se deslocou a um abrigo para realizar o trabalho. Segundo o diretor regional do instituto, Janilson César, nesta última ação foram emitidas mais de 100 carteiras de identidade em Jardim do Seridó. Além desta cidade, outras seis também já foram beneficiadas pelo projeto.

Na região, o ITEP possui dois pontos fixos para emissão de identidades, localizados nas cidades de Currais Novos e Caicó. “Às vezes as pessoas de outras cidades podem ter dificuldades para se deslocar até um desses pontos e por isso que ações essa são necessárias”, destaca o diretor.



Universidades e ITEP firmam parceria para doação de cadáveres

Universidades e ITEP firmam parceria para doação de cadáveres

O Departamento de Morfologia (DMOR), do Centro de Biociências (CB), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), e o Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP-RN) firmam parceria para doação de cadáveres não reclamados oriundos de mortes não criminosas ou violentas. A portaria de número 080/2017 do ITEP-RN dispõe de um protocolo referente a essas doações às instituições de ensino.

De acordo com a portaria, o fato decorre da necessidade da utilização de cadáveres nos cursos vinculados à área da saúde, especificamente nas escolas de medicina das instituições de ensino superior, com fins de estudo ou pesquisa científica. Atualmente, apenas a UFRN e a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) encontram-se em acordo com a Lei federal 8.501/92, que trata do assunto.

Em reunião realizada no último dia 22 de junho, a UFRN, a UERN e o ITEP firmaram termos de compromisso para o encaminhamento dos corpos e a viabilização de melhorias significativas para o ensino na área médica.

Continue lendo



Caicó registrou 6 homicídios no mês de maio deste ano

Caicó registrou 6 homicídios no mês de maio de 2017

A Subcoordenadoria Regional do Instituto Técnico-Cientifico de Perícia – ITEP no Seridó, divulgou os números das mortes registradas na região nos últimos 30 dias. De acordo com os dados, entraram para a estatística, 11 homicídios somente no mês de maio de 2017. No mesmo período do ano passado (2016), foram 8. Em compensação, no mês de abril daquele ano, o ITEP registrou 17 homicídios contra apenas 7 no mesmo mês deste ano.

As cidades onde ocorreram os crimes, foram: Caicó, com 6; Currais Novos, 3; Parelhas, 1 e Jardim de Piranhas, 1, e a maioria foi com o emprego de arma de fogo.