Fisco deflagra operação nas divisas e faz 42 apreensões de mercadorias

Apreensões aconteceram nos trechos monitorados pelas equipes

Uma operação de fiscalização de mercadorias em trânsito monitorou durante todo o dia de quinta-feira (03), a entrada e saída de veículos de cargas nas três principais rodovias de divisa do Rio Grande do Norte com estados vizinhos, além do aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

Auditores fiscais e técnicos da Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) realizaram 42 autuações e reteram R$ 384 mil em produtos transportados sem notas fiscais. A operação foi deflagrada em parceria com a Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal e Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn).

Trinta e um auditores e 19 técnicos da SET-RN montaram blitzen nas rodovias BR-427, na altura de Caicó, BR-304, em Mossoró, e na BR-101, em Canguaretama, que são considerados os principais pontos de fluxos de mercadorias do Rio Grande do Norte. A fiscalização chegou a abordar durante o dia e também à noite 1,2 mil veículos. Além das estradas, a operação também englobou inspeção à cargas de transportadoras, Correios e bagagens dos voos domésticos aterrissados no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, ação que já vem sendo feita regularmente com auditores do Fisco Estadual e da Receita Federal.

Continue lendo

Operação do MPRN combate atuação de narcomilícia em Pipa e Sibaúma

Operação acontece no litoral Sul do Rio Grande do Norte

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quinta-feira (13) a operação Occupatio Bellica, com o objetivo de combater a atuação de uma narcomilícia nas praias da Pipa e de Sibaúma, em Tibau do Sul, litoral Sul potiguar.

Ao todo, estão sendo cumpridos 8 mandados de prisão preventiva e outros 11 de busca e apreensão em Natal, Goianinha e Tibau do Sul e ainda na cidade pernambucana de Joboatão dos Guararapes, na Grande Recife.

A ação tem o apoio da Polícia Militar.

As áreas invadidas e desmatadas ilegalmente eram postas à venda por valores que variavam entre R$ 10 mil e R$ 500 mil.


Vereador e secretários de Goianinha são alvos de operação que investiga grampos telefônicos e clonagem de redes sociais

Polícia Civil deflagrou a operação na manhã desta quarta-feira

Agora RN

Nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (5), equipes da 6° Delegacia Regional de Nova Polícia Civil de Nova Cruz e da Divisão de Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) deflagraram a “Operação Araponga”, que investiga uma organização criminosa que é apontada como responsável pela realização de interceptações telefônicas clandestinas e clonagem de redes sociais de autoridades e políticos da região Agreste potiguar.

Foi preso por força de mandado judicial um profissional de TI e foram alvos de mandados de busca e apreensão um vereador e dois secretários municipais de Goianinha, além de um ex-prestador de serviços do Fórum de Justiça da cidade.

De acordo com o delegado Wellington Segundo, titular da 6ª DRP, os nomes dos envolvidos não podem ser revelados porque o caso está em segredo de Justiça.

Espionagem

No decorrer das investigações realizadas pela 6°DRP foi descoberta a existência de uma central clandestina de interceptações telefônicas que funcionava na praia da Pipa, de onde números de agentes públicos eram grampeados de forma ilegal e desviados para um núcleo existente na cidade de Goianinha, onde posteriormente as informações eram processadas e repassadas para os contratantes dos serviços de espionagem, principalmente políticos da região Agreste, que se utilizavam dos serviços da organização criminosa para bisbilhotar e obter informações privilegiadas de adversários políticos.

Ainda segundo as investigações, os alvos de mandados de busca e apreensão teriam contratado os serviços da organização criminosa para acompanhar os passos e articulações dos adversários políticos e possíveis autoridades.


Operação do MPRN e das Polícias Civil e Militar prende PM suspeito de tentar matar blogueiro em Caraúbas

Blogueiro João Marcolino foi atacado com disparos de arma de fogo e só não morreu porque seu carro era blindado

Uma operação conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e das Polícias Civil e Militar prendeu nesta terça-feira (7) um cabo da PM suspeito de ter tentado matar um blogueiro em Caraúbas, cidade da região Oeste potiguar. O PM é acusado de ter atirado contra João Marcolino Neto, crime cometido no dia 19 de maio passado, na zona urbana do município.

Além do mandado de prisão, a operação Reino da Dinamarca também cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do policial militar. O agente de segurança pública foi encaminhado para o quartel do Comando Geral da PM, em Natal, onde ficará preso aguardando nova decisão judicial.

Continue lendo

Polícia Federal combate usurpação de minério e lavagem de dinheiro com Inteligência Geoespacial

Policiais federais participaram da ação nesta sexta-feira (26)

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, 26 de junho, a Operação Siroco, com o objetivo de apurar usurpação de minério, lavagem de capitais e crimes ambientais. As investigações apuram a extração ilegal de minério que estaria sendo utilizado em construção civil, principalmente na construção de parques eólicos no estado do RN, conduta que, em tese, importa nos delitos previstos no art. 55 da Lei 9.605/98 e art. 2º da Lei 8.176/91, além de lavagem de capitais (art. 1º da Lei 9.613/1998) ante a possível dissimulação da origem criminosa da matéria-prima extraída irregularmente.

Policiais federais cumprem, simultaneamente, três mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 15ª Vara Federal do Rio Grande do Norte, nas cidades de Natal/RN e Fortaleza/CE. A operação do RN foi deflagrada de forma coordenada com a Operação Anemoi, deflagrada, também na data de hoje, pela Superintendência da PF no CE que investiga fatos similares praticados pelos mesmos suspeitos naquele estado.

Continue lendo

Operação Ganância do MPRN combate aumento de mais de 14 mil por cento em preços de máscaras

Operação Ganância foi deflagrada nesta quinta (2) em três cidades potiguares e em São Paulo. Máscara descartável, que custava R$ 0,06, foi oferecida por R$ 8,90 a Prefeitura

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), com o apoio do CyberGaeco do Ministério Público de São Paulo e da Polícia Civil de São Paulo, deflagrou nesta quinta-feira (2) a operação Ganância.

O objetivo é combater a prática de aumento abusivo no preço de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) utilizados por profissionais de saúde no combate à Covid-19. O reajuste no valor de uma máscara descartável chega a 14.733,33%.

A operação cumpre quatro mandados de busca e apreensão nas cidades potiguares de Natal, Parelhas e Ouro Branco, e ainda no Estado de São Paulo, na cidade de São Caetano do Sul. A Polícia Civil paulista, através da 2ª Delegacia de Investigações sobre Infrações contra o Consumidor do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), auxiliou no cumprimento das ordens judiciais.

Mais informações em instantes.


Operação conjunta do MPRN e PM realiza prisões e apreende drogas em Mossoró

Ação foi deflagrada nesta quinta-feira (13) e cumpriu 5 mandados de prisão preventiva e 7 mandados de busca

Uma ação conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e da Polícia Militar foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (13) com o objetivo de combater a criminalidade na região compreendida pelos Municípios de Baraúna e Mossoró.

A operação Contenção II, em alusão à necessária atuação do Estado para reprimir o tráfico de drogas na região, cumpriu 7 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de prisão preventiva. Dois alvos já cumprem pena no sistema prisional.

No curso do cumprimento dos mandados de busca e apreensão, um foragido da Justiça que estava usando documento falso, com mandado de prisão em aberto decretado pela Vara das Execuções penais de Mossoró, foi preso em flagrante com munições, drogas, balança de precisão e material para embalagem.

As investigações prosseguirão no âmbito do Ministério Público e da Polícia Civil.

Disque Denúncia 127

O MPRN disponibiliza o Disque Denúncia 127 para denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br

Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.


Polícia Civil deflagra Operação “Pecúnia Doc” e cinco servidores do DETRAN/RN são afastados dos cargos

Uma pessoa foi presa em flagrante, dois despachantes foram descredenciados e dois “atravessadores” estão impedidos de entrar na sede do órgão

Entrevista coletiva para detalhar a operação aconteceu em Natal

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Patrimônio Público e do Combate à Corrupção (DECCOR), deflagrou, na manhã desta sexta-feira (7), a Operação “Pecúnia Doc”. A ação resultou no afastamento de cinco servidores do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/RN) e na prisão em flagrante de uma pessoa, pela suspeita da prática do crime de posse irregular de arma de fogo. Além disso, dois despachantes foram descredenciados e dois “atravessadores” estão impedidos de entrar na sede do Detran/RN.

A investigação já ocorria há mais de um ano. Os envolvidos, dois servidores efetivos e três comissionados, serão investigados pela suspeita da prática do crime de corrupção passiva. Os despachantes e “atravessadores” serão investigados por corrupção ativa. Os valores das propinas variavam entre R$ 15,00 a mais de R$ 1.000,00, a depender do tipo de vistorias a serem realizadas.

Ainda segundo as investigações, a prática dos crimes desta natureza era muito comum. Um dos “atravessadores”, que não possuí vinculo, por meio de credenciamento, com órgão, atuava há mais de 20 anos nesse sistema de corrupção.

Durante a coletiva de imprensa, estiveram presentes a delegada-geral, Ana Cláudia Saraiva, o delegado-geral adjunto, Odilon Teodósio, o diretor da Grande Natal (DPGRAN), e a delegada titular da DECCOR, Karla Viviane.


Operação do MPRN, Polícia Civil e PM combate atuação de organizações criminosas no Oeste potiguar

Operação Contenção foi deflagrada nesta quinta (6) nas cidades de Apodi, Umarizal e Mossoró. Armas, drogas e munições foram apreendidas

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a Polícia Civil e a Polícia Militar deflagraram nesta quinta-feira (6) uma operação conjunta para combater a atuação de organizações criminosas na região Oeste potiguar. Armas, drogas e munições foram apreendidas na ação batizada de Contenção, em alusão à necessária atuação repressiva do Estado para conter uma disputa regional sangrenta entre duas organizações criminosas que resultou em diversas mortes desde o final do ano passado. Três pessoas foram presas em flagrante.

Continue lendo

Operação do Gaeco apreende armas, munições e cigarros em cidades do Seridó

Na manhã desta terça-feira (04), o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado – GAECO/Seridó, deflagrou uma operação com o apoio da Polícia Militar, nas cidades de Cerro Corá e Lagoa Nova. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e visando o combate ao crime organizado.

As informações preliminares dão conta que foi apreendido vasto material ilícito como, armas, drogas, cigarros contrabandeados e munições. Inclusive, uma fábrica de armas artesanais foi fechada e o proprietário preso.

O Ministério Público ainda não se pronunciou sobre a operação.


Operação do MPRN investiga tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Jardim de Piranhas

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos com o apoio da Polícia Militar. Ação combate uma organização criminosa que atua dentro e fora dos presídios

O GAECO, com o apoio da Polícia Militar, deflagrou uma operação nesta quinta-feira (28) para investigar os crimes de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Jardim de Piranhas. A ação combate uma organização criminosa que atua dentro e fora de unidades prisionais potiguares.

Ao todo, foram cumpridos 5 mandados de busca e apreensão em endereços localizados em Natal e no município de Jardim de Piranhas. As provas coletadas serão objeto de análise. O processo segue em segredo de Justiça.

Denúncias

O MPRN reforça à população potiguar que recebe denúncias anônimas de crimes. As comunicações podem ser feitas pelo Disque Denúncia 127, que é um canal direto do MPRN para denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br

Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.


Caicó: Advogado que defende empresário alvo de ação da Polícia Federal emite nota

A empresa A Pescaça – que atua no ramo há 30 anos atendendo Caicó e região – informa que sempre cumpriu os preceitos e normais legais, pautando sua conduta nas melhores práticas comerciais.

Houve, no dia de hoje, quarta-feira (20), uma fiscalização por parte da Polícia Federal, no intuito de aclarar alguns pontos em relação a comercialização de armas e munições.

Atestando a idoneidade da empresa, nada de ilícito foi encontrado/apreendido na empresa, que sempre se colocou à disposição dos entes fiscalizadores (Exército e Polícia Federal), demonstrando que mantém ilibada sua conduta comercial, como o vem fazendo nas últimas 03 décadas.

Diferentemente do que foi erroneamente veiculado em alguns veículos de imprensa, a loja em questão não comercializa armas ou munições de calibre restrito e seu sócio administrador nunca fora conduzido ou intimado à comparecer em algum órgão da PF, seja hoje, seja em momento pretérito.

Ariolan Fernandes, advogado


PF investiga venda irregular de munições por empresário caicoense

Policiais federais cumpriram mandados em Caicó – (FOTO: Sidney Silva)

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, 20/11, em Caicó/RN, a operação Bala Perdida com o objetivo de coletar evidências do crime de venda irregular de munições de calibres diversos.

Foram cumpridos 5 mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pela 9ª Vara Federal em endereços residenciais e comerciais de Caicó.

A investigação, iniciada há dois meses pelas Delegacias de Repressão ao Tráfico de Armas – DELEPAT e Delegacia de Controle de Armas e Químicos – DELEAQ, ambas da PF, aponta que aproximadamente 500 mil projéteis podem ter sido comercializados irregularmente nos últimos 5 anos, conforme dados fornecidos pelo Exército Brasileiro.


Operação da PF apura desvios de recursos públicos em Ceará-Mirim, RN

Agentes saíram as ruas na manhã desta segunda-feira para mais uma operação

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira (4) a operação Boca da Mata, destinada a apurar fraudes a dispensas em licitações e desvio de recursos públicos no município de Ceará-Mirim, na Grande Natal. O objetivo da operação foi reunir provas para verificar se houve pagamento de vantagem indevida a servidores públicos.

Cerca de 30 policiais federais cumpriram seis mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pela 15ª Vara Federal em Ceará-Mirim e também em Natal. A operação foi batizada de Boca da Mata como referência à cidade onde teriam ocorrido os fatos investigados.

A ação é um desdobramento da operação Guaraíras, deflagrada em setembro de 2018, que apurou o surgimento de indícios de fraude na contratação do serviço de transporte por parte da prefeitura de Ceará-Mirim.

De acordo com o que foi apurado nos levantamentos feitos desde o ano passado pela Polícia Federal, houve ajuste indevido para a contratação do serviço de transporte escolar e de saúde no município investigado.


Operação do MPRN apura desvios em contratos da Câmara Municipal de Guamaré

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta segunda-feira (4) a operação Penitência. O objetivo é apurar um esquema de desvio de dinheiro público através de fraudes em licitações na Câmara Municipal de Guamaré. A operação Penitência é desdobramento da operação 10º Mandamento, deflagrada pelo MPRN em 27 de maio passado também com o objetivo de apurar crimes contra o patrimônio público no período em que Emilson de Borba esteve à frente da Câmara de Guamaré. Emilson de Borba, conhecido por Lula, continua preso desde a deflagração da operação 10º Mandamento.

Continue lendo