Operação apreende armas e prende 4 em Natal

Material apreendido em Natal pela Polícia
Material apreendido em Natal pela Polícia

A Secretaria Estadual de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) deflagrou na tarde desse domingo (16) mais uma operação de combate à criminalidade através do Comando de Policiamento Metropolitano da Polícia Militar, na comunidade do Mosquito, na zona oeste de Natal.

Buscando desarticular possíveis quadrilhas que estariam atuando na região, policiais do Batalhão de Choque (BPChoque), Batalhão de Operações Especiais (Bope) e Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas (Rocam), abordaram diversos suspeitos após receber informações que estaria havendo uma reunião de infratores no local, e conseguiram apreender uma espingarda, uma pistola e um revólver, além de pedras de crack.

Quatro homens foram apreendidos em conflito com a lei. Eudson Berg Oliveira dos Santos, Liedson Tavares dos Santos, vulgo “anjo da morte”, Joaci Daniel de Sena, vulgo “nego de neci”, e Claudecio Lopes da Silva, vulgo “baleado”. Este último estava foragido da Justiça. Todos os detidos são membros de uma facção criminosa e foram autuados na Delegacia de Policia Civil por associação criminosa, tráfico de drogas, e porte ilegal de armas.

PF cumpre mandados de busca e apreensão na Assembleia de Alagoas

A Operação Sururugate investiga indícios de que beneficiários do programa Bolsa Família constavam da folha de pagamento da Assembleia – (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

ABr – A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã de hoje (30), uma operação para apurar fraudes na folha de pagamentos da Assembleia Legislativa de Alagoas. Realizada em parceria com o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), a chamada Operação Sururugate também investiga indícios de que beneficiários do programa Bolsa Família constavam da folha de pagamento da assembleia.

Segundo a CGU, durante as investigações iniciais foram identificadas falhas de controle na folha de pagamentos do órgão legislativo. Entre as irregularidades estão a subdeclaração de informações da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS); acumulação ilegal de cargos e empregos públicos e benefícios sociais, previdenciários e da reforma agrária em desacordo com a lei; e pagamentos a servidores após registro de óbito no Sistema de Controle de Óbitos (SISOB).

As investigações apontaram que, somente entre 2010 e 2013, a Assembleia pagou cerca de R$ 15 milhões a indivíduos cadastrados em programas sociais do governo federal.

A operação conta com a participação de cerca de 80 auditores da CGU e policiais federais que cumpriram mandados de busca e apreensão na Diretoria Financeira e de Recursos Humanos. Os envolvidos no esquema podem responder pelos crimes de participação em organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro.

Polícia Federal prende ex-gerente da Petrobras na 39ª fase da Lava Jato

Ex-gerente da Petrobras é preso em mais uma fase da Operação Lava Jato – (Foto: Alana Fonseca/G1)

Do G1 – Um ex-gerente da Petrobras foi preso na 39ª fase da Lava Jato, que nesta terça-feira (28) cumpre seis mandados no Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Federal, o mandado de prisão preventiva de Roberto Gonçalves era para o Rio, mas ele foi preso em Boa Vista, Roraima.

Roberto Gonçalves sucedeu Pedro Barusco como gerente-executivo da área de Engenharia e Serviços da Petrobras, onde atuou no período de março de 2011 a maio de 2012. “Na sucessão do cargo também se passou o bastão da propina”, afirmou o procurador Roberson Pozzobon. Segundo a investigação, Gonçalves usava offshores na China e nas Bahamas para dissipar valores de propina recebidas.

Gonçalves já vinha sendo investigado pela força-tarefa da Lava Jato a partir de apurações internas na Petrobras e também por depoimentos prestador por delatores. Em novembro de 2015, ele havia sido preso temporariamente na Lava Jato. Na época, segundo Pozzobon, Gonçalves negou ter contas no exterior.

Continue Lendo “Polícia Federal prende ex-gerente da Petrobras na 39ª fase da Lava Jato”

PF desarticula quadrilhas especializadas em fraudes bancárias

Polícia Federal deflagra Operação no RN e na Paraíba

A Polícia Federal no Rio Grande do Norte, em conjunto com a Polícia Federal na Paraíba, deflagrou na manhã de hoje, 16/3, a Operação Quimera V, visando desarticular organizações criminosas especializadas em fraudes bancárias que se utilizavam de documentos falsificados para obter empréstimos consignados e sacar precatórios judiciais.

No RN, cerca de 30 policiais federais estão cumprindo 10 mandados judiciais, sendo 5 de busca e apreensão e 5 de prisão preventiva nas cidades de Natal, Parnamirim, Nova Cruz, Tibau do Sul e Lagoa D’Anta.

Há cerca de dois anos, quando as investigações tiveram início, foi estabelecido um trabalho conjunto entre a PF/RN e a PF/PB e, desde então, os suspeitos envolvidos em fraudes bancárias que atuavam simultaneamente nesses dois estados passaram a ser acompanhados.

Com a sequência e o aprofundamento das investigações, ficou comprovado que várias quadrilhas também praticavam os mesmos delitos em Goiás e Pernambuco, enquanto que outras ramificações desses grupos criminosos ainda estão sendo mapeadas pela PF em diferentes estados da Federação.

Será concedida entrevista coletiva às 10h na Superintendência da Polícia Federal, situada na Rua Dr. Lauro Pinto, 155 – Lagoa Nova – Natal/RN.

Polícia Militar realiza operação conjunta com Conselho Tutelar em Caicó

Major Costa teve reunião com Conselheiros Tutelaras, Cavalaria e outras Guarnições antes da Operação

O comandante do 6° BPM, Major Walmery Costa, esteve reunido nesta sexta-feira (10), no Centro Integrado de Comando e Controle Móvel (CICCM), com os Conselheiros Tutelares de Caicó e de lá, coordenaram uma operação que iniciou ás 18hs e terminou às 02hs da madrugada deste sábado (11).

As denúncias que eram recebidas pelo Conselho Tutelar naquela noite eram repassadas para a equipe que trabalhava em conjunto com a Polícia Militar e de lá seguiam para atender os chamados. Várias abordagens foram realizadas. “Essa ação de presença além de inibir possíveis assaltos, também combate o consumo de entorpecentes e o tráfico de drogas”, disse o Major Costa.

Durante a operação, os conselheiros tutelares estiveram em bares e restaurantes da Ilha de Sant’Ana orientado os proprietários sobre a proibição da venda bebida alcoólica a menores, bem como a venda de cigarros.

Operação foi deflagrada a partir da Carreta de Monitoramento instalada na Ilha

Essas operações serão contínuas e se espalharão por toda a cidade. Temos um equipamento de primeiro mundo e vamos utilizá-lo da melhor forma possível”, garantiu o Major Costa.

No início da noite, o Prefeito Municipal, Robson Araújo (Batata), também esteve reunido com o Major Costa no CICCM e ressaltou a importância da parceria com a Polícia Militar. A prefeitura vem contribuindo com a manutenção do veículo bem como, com o suporte para a equipe que trabalha na carreta.

Participaram da Operação, policiais do 6° BPM, CIPAM, 3º DPRE, Cavalaria, Ronda Escolar e Conselho Tutelar.

 

Operação conjunta recupera veículos roubados na zona Norte de Natal

Operação Beira Rio recuperou carros roubados
Operação Beira Rio recuperou carros roubados

Policiais do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), com apoio do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e Centro Integrado de Operações Aéreas (CEIOPAER), apreenderam, nesta quinta-feira (9), veículos com registro de roubo na zona Norte de Natal.

A ação aconteceu na comunidade Beira Rio. Após criminosos tomarem uma moto de assalto na região, as equipes de policiais foram acionadas e se dirigiram até a localidade. Com a cobertura do helicóptero Potiguar 01, os PMs entraram na comunidade e conseguiram recuperar quatro motocicletas com registro de roubo, inclusive a da vítima que momentos antes havia sido abordada pelos suspeitos.

Os veículos recuperados foram encaminhados para a Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos (Deprov) para serem devolvidos aos seus respectivos donos.

Deicor desarticula organização criminosa e prende oito pessoas suspeitas de roubos a bancos

Rodrigo, Leandro, Maria de Fátima e Joyce
Rodrigo, Leandro, Maria de Fátima e Joyce

Uma investigação realizada pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) deflagrou, nesta quinta-feira (09), a última fase da Operação Fogo contra Fogo e prendeu oito pessoas suspeitas de roubar agências bancárias entre 2016 e 2017. As prisões foram realizadas através de investigações iniciadas há seis meses, quando homens fortemente armados tentaram roubar o dinheiro de um carro-forte que estava estacionado em um supermercado na Avenida Maria Lacerda, localizado no bairro Nova Parnamirim. As pessoas foram presas em cumprimento de mandados de prisão. Cinco pessoas estão sendo procuradas pela Polícia Civil.

Foram presos na Operação Fogo contra Fogo: Rodrigo Anderson Gomes de Souza, vulgo “Sadan”; Leandro da Silva Oliveira; Maria de Fátima Nazaré Conceição, vulgo Neném; Joyce Carolina Andrade Barbosa; Laurêncio Francisco da Silva, vulgo “véio” ou “olhos azuis”; Wenio Rodrigues de Melo, conhecido como “Bilú”; Rivanildo Pereira de Medeiros, vulgo “Rambo”, natural da cidade de Caicó; e George Michael da Silva Besa. Do grupo, quatro foram presos nesta quinta-feira (09), sendo eles Rodrigo, Leandro, Maria de Fátima e Joyce, e os demais estavam no sistema prisional.

Trio foi apontado como líder do bando – (Fotos: Divulgação: Degepol/RN)

O grupo era composto, em sua maioria, por foragidos da Justiça e integrantes de facções criminosas e funcionava de forma articulada, sendo suspeito pelo cometimento de diversos roubos a agências bancárias no Rio Grande do Norte e em outros estados. Os integrantes que lideravam a quadrilha eram o caicoense, Rivanildo, integrante da facção Sindicato do RN, Paulo Eduardo de Oliveira, conhecido como “Pajé”, integrante da mesma facção criminosa de Rambo e morto em confronto com a polícia, tendo ele grande poder de liderança no crime no bairro de Mãe Luiza, e Adriano da Conceição, também morto em enfrentamento com policiais.

Segundo o delegado geral da Polícia Civil do RN, Claiton Pinho, as ações da operação Fogo contra Fogo são resultados de investigações integradas entre a Deicor e vários órgãos de forças policiais de diversos estados, através da constante troca de informações. “Hoje, conseguimos, através dessa operação, prender diversos foragidos da Justiça que participavam de várias células as quais praticavam ações criminosas não só no Rio Grande do Norte, como também em vários estados. Policiais da Deicor têm trabalhado intensamente para desarticular quadrilhas que vêm realizando assaltos a instituições bancárias e com os resultados de hoje conseguimos enfraquecer essas organizações criminosas, apreendendo uma grande quantidade de armamento, explosivos e veículos roubados”, detalha o delegado geral, Claiton Pinho.

DHPP realiza operação e prende seis pessoas na Favela do Mosquito

Material apreendido em Operação na Favela do Mosquito – (FOTOS: Assecom/Degepol/RN)

Uma operação realizada pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com o apoio da Força Tática do 9º Batalhão e do 4º Batalhão de Polícia Militar, prendeu em flagrante, na madrugada desta sexta-feira (10) na Favela do Mosquito, seis homens, sendo três foragidos da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, dois presos por mandado de prisão em aberto e um em flagrante. Durante a ação, ocorrida na Zona Oeste da capital, os policiais apreenderam drogas, balanças de precisão, aparatos relacionados ao tráfico de drogas, anotações contendo entrada e movimentação de munições e armas, uma pistola calibre 9 milímetros, vários celulares, documento falso, e uma motocicleta Honda Fan 125 roubada.

Dentre os presos na operação, três eram foragidos do pavilhão 05 de Alcaçuz, onde teriam fugido por um túnel no dia 14 de janeiro durante uma rebelião no presídio, sendo eles: Aleff Marrone da Silva Correa, 23 anos, preso por homicídio e já condenado por assalto; Natécio de Lima, preso por assalto; e Shakespeare Costa de França, 24 anos, preso por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e já condenado por assalto. Dois dos presos estavam com mandado de prisão em aberto, sendo: Aurélio Nascimento da Silva, 25 anos, encontrado com um documento de identidade falso e um caderno com anotações de movimentação de munições; e Gilton Amaro Barbosa Júnior, 22 anos, integrante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital, preso por assalto. Cléiverson Wilson da Silva, 18 anos, foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Moto também foi apreendida na operação

Em coletiva realizada nesta sexta-feira, o diretor da DHPP, Ben-Hur Medeiros, o delegado, Ernani Júnior, e o delegado geral adjunto da Polícia Civil, Correia Júnior, detalharam a operação. “Através da operação realizada hoje, a qual contou com a participação de 16 policiais civis e 20 policiais militares, conseguimos desmembrar mais um grupo criminoso. Durante a ação, encontramos uma pistola 9 milímetros com o ‘Shake’, que confessou ser foragido de Alcaçuz, sendo ele autuado também por porte ilegal de arma de fogo uso restrito. Dentre o material apreendido, encontramos uma motocicleta apreendida, que foi tomada de assalto ontem a tarde. Nessa organização criminosa havia também uma pessoa, conhecida como ‘contador’ ou ‘anotador’, a qual era responsável por todo o controle do armamento e da munição que entrava e saía do local”, detalha o delegado da DHPP, Ernani Júnior.

Segundo o delegado geral adjunto da Polícia Civil, Correia Júnior, equipes de polícias civis e militares estão trabalhando para recapturar os foragidos da última rebelião ocorrida no presídio de Alcaçuz. “Na madrugada de hoje, a Polícia Civil, juntamente com a Polícia Militar, apreendeu uma vasta quantidade de material ilícito com esses seis homens, entre eles alguns fugitivos, sendo todos autuados pelo crime de associação criminosa. Desde a situação ocorrida no sistema prisional de Alcaçuz, os policiais estão trabalhando com afinco para recapturar todos os foragidos, e a operação realizada nesta sexta-feira é mais um reflexo desse trabalho”, destaca o delegado geral adjunto, Correia Júnior.

Operação da Polícia Civil em Mãe Luíza prende integrantes da facção “Sindicato do RN”

Pablo Roberto e Francisco Silas foram presos na Operação – (Fotos: Assessoria de Comunicação/Degepol RN)

Uma operação policial conduzida pela Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur), com apoio do Batalhão de Operações Policiais (BOPE) e do helicóptero Potiguar 1, conseguiu prender dois homens, apreender armas, munições, celulares e drogas no bairro de Mãe Luiza, na manhã desta quinta-feira (09). Pablo Roberto de Araújo Santos, conhecido como “Rabujo”, 26 anos e Francisco Silas de Oliveira França, 26 anos foram presos em flagrante quando estavam na residência de Pablo.

Os dois, que são integrantes do Sindicato do RN, são suspeitos de terem participado dos últimos ataques criminosos ocorridos em Natal, durante o mês de janeiro. Nós descobrimos a casa onde Rabujo estava e nesta manhã, as equipes deslocaram-se até a residência do mesmo. No local, nós encontramos Rabujo com Silas. Ambos estavam com um revólver calibre 38 com munições; uma pistola calibre 380 com munições; crack, maconha e cocaína; um instrumento para analisar a veracidade de ouro que era subtraído das vítimas. Nós indiciamos os dois por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte compartilhado ilegal de arma de fogo”, detalhou a delegada Danielle Filgueira, titular da Defur. A investigação feita pela Delegacia Especializada descobriu que a dupla estava planejando viajar para Recife com o intuito de praticar roubos durante o desfile do Galo da Madrugada.

Material apreendido na Operação em Mãe Luíza

De acordo com a delegada, Pablo Roberto de Araújo, que também possuía um mandado de prisão em aberto, é suspeito de ter matado duas vítimas no Distrito Federal. Ele também teria assassinado um homem no dia 27 de janeiro, em Mãe Luiza. “No momento da entrada dos policiais na casa de Pablo, os suspeitos dispararam e ele acabou sendo atingido de raspão na perna”, relatou a delegada Danielle Filgueira.

*Fonte: Assessoria de Comunicação/Degepol/RN

Operação conjunta da Polícia Militar e do Exército apreende armas e drogas

Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (27), a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte e o Exército Brasileiro desencadearam uma operação conjunta no bairro Passo da Pátria, zona Leste de Natal.

A operação contou com policiais militares de três unidades operacionais, entre o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) e da Companhia de Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM), além do Centro Integrado de Operações Aéreas (CEIOPAER) e da Polícia do Exército Brasileiro.

Na operação foram apreendidas seis armas de fogo, entre elas uma pistola de calibre restrito das Forças Armadas (9mm), 3 pistolas calibre .380, e 2 revólveres calibre .38, além de aproximadamente 22 kg de maconha, 3 barras de explosivos, bala clava, colete balístico e diversos materiais, como TV’s e aparelhos de som.

Na ação policial foram recapturados os foragidos Vanderson Barros Pacheco, 30 anos, João Paulo Fernandes de Assis Lima, 25 anos, e Rodrigo Januário Alves, 32 anos. Também foi preso na operação Josiel Gomes Bastos, 28 anos. Há suspeitas de que os presos são integrantes da facção criminosa Sindicato do RN.

Polícia Militar realiza operação no Mercado da av. 4

Na manhã desta sexta-feira (27), a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte realizou uma operação no Mercado da av. 4, em Natal.

A operação foi desencadeada por policiais militares do Comando de Polícia Rodoviária Estadual, do 1º BPM, da Companhia de Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM) e da Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPAM), no intuito de inibir a prática de ilícitos penais na localidade.

Durante a operação, os policiais do CPRE realizaram a fiscalização nos veículos localizados nas proximidades, efetuando a apreensão de mais de dez motocicletas e motonetas com documentos irregulares. Também foram apreendidos animais silvestres que estavam sendo comercializados no local.

Ainda durante a ação policial, militares da Força Tática do 1º BPM prenderam dois homens com vários celulares e um carro com mandado de busca e apreensão. No momento da prisão, um dos detidos ofereceu vantagem indevida ao policial militar para que o mesmo não realizasse a apreensão do veículo, o que tipificou o crime de corrupção ativa contra o funcionário público.

Operação transfere 220 presos da Penitenciária de Alcaçuz

A operação de hoje tem como objetivo evitar conflitos entre as facções e conta com as forças especiais da Polícia Militar e da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc). Houve a necessidade de liberar vagas em Parnamirim para receber os presos que estavam amotinados, principalmente, nos pavilhões 1 e 3. Os detentos do PEP foram encaminhados à Cadeia Pública de Natal e a Alcaçuz.

O secretário de Segurança Pública, Caio Bezerra, considerou a operação exitosa até o momento da coletiva. “Não houve resistência por parte dos presos, fizemos revistas em todos os pavilhões e estamos concluindo a transferência dos presos. Foram localizadas armas de fogo, um colete balístico e uma grande quantidade de armas brancas”, destacou.

Cerca de 400 policiais e agentes penitenciários trabalharam na transferência, que está sendo realizada em dez ônibus, 60 viaturas, um veículo blindado Centurion do Choque e a Aeronave Potiguar I, que ainda contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Sobre as recentes ocorrências na capital, o secretário explicou que ainda está sendo investigada a relação dos crimes com a transferência dos presos. “As nossas forças de segurança estão mobilizadas para garantir a normalidade nas ruas e as investigações sobre possíveis retaliações já estão sendo feitas”, frisou Caio.