Polícia Civil prende suspeito pelo latrocínio de policial militar


Janderson Ferreira Leones, 24 anos , é suspeito do crime

A Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu, na manhã desta quinta-feira (28), Janderson Ferreira Leones, 24 anos, suspeito da morte do sargento da Polícia Militar, José Edivaldo do Nascimento, no dia 21 de abril de 2018, no bairro Tirol, em Natal. Janderson foi detido mediante o cumprimento de um mandado de prisão temporária, no Passo da Pátria, Zona Leste de Natal.

Na ocasião, os policiais também cumpriram mandado de busca e apreensão na residência do investigado, quando foi encontrada certa quantidade de “crack”, razão pela qual Janderson Ferreira foi preso em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas. Em interrogatório prestado após a prisão, Janderson Ferreira confessou que atirou na vítima, após ter anunciado o assalto, e que não sabia que se tratava de um policial militar.

Armas foram apreendidas em poder do suspeito

No momento das diligências, no Passo da Pátria, os policiais civis localizaram um imóvel que era utilizado como uma fábrica de armas artesanais. No local, foram apreendidos diversos instrumentos como furadeiras e outros apetrechos usados na montagem. O responsável pelo imóvel não foi encontrado.



Polícia Civil prende em Natal foragida da justiça do Ceará

Dayane Pinheiro de Souza

Policiais civis do 1º Distrito Policial de Natal prenderam, na manhã desta quinta-feira (28), no bairro Cidade Alta, Dayane Pinheiro de Souza, 24 anos.

Em desfavor dela, há um mandado de prisão expedido pelo Tribunal de Justiça do Ceará, em razão de condenação a uma pena de 08 anos no regime semiaberto pelos crimes de tráfico de drogas, assalto e adulteração de veículo.

Dayane Pinheiro foi encaminhada para o Centro de Detenção Provisória de Emaús.



Polícia Civil prende foragido do Mato Grosso na praia de Pipa

Eurípedes Moura Saldanha Neto, conhecido como “Neto”

Uma ação conjunta entre policias civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) e da Delegacia de Polícia Civil de Pipa cumpriu, nesta quarta-feira (28), um mandado de prisão contra Eurípedes Moura Saldanha Neto, conhecido como “Neto”, natural de Mato Grosso.

As investigações começaram quando a polícia recebeu denúncias anônimas, informando que Eurípedes “Neto” estava morando em Pipa. Após policiais da DEICOR identificarem o lugar onde o investigado estava residindo, a informação foi repassada aos policiais da Delegacia de Pipa, que foram até o local e prenderam o homem, o qual estava foragido. Ele foi encaminhado ao sistema prisional e permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue denunciando possíveis crimes, através do Disque-Denúncia anônimo, número 181.



Polícia Civil prende suspeito de matar motorista de aplicativo móvel no ano de 2017

Jonias Felipe da Silva Teixeira, conhecido como “Binho”

Policiais civis da Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de Natal, em ação conjunta com policias civis do Comando de Operações e Recursos Especiais (CORE) de Recife-PE, cumpriram dois mandados de prisão nesta quarta-feira (27), contra Jonias Felipe da Silva Teixeira, conhecido como “Binho”, de 20 anos.

Segundo as investigações, Jonias “Binho” e Alex da Silva Ferreira (preso no dia após o crime), são os autores dos homicídios que vitimaram o motorista de aplicativo Carlos Eduardo Moura da Trindade e Thiago Silva Fernandes. Os dois foram mortos no dia 19 de abril de 2017, por volta das 20hs, quando estavam no conjunto Cidade Satélite, bairro Pitimbu, em Natal.

As investigações revelaram ainda que Jonias “Binho” e Alex da Silva tinham rivalidades com Thiago Silva, enquanto que o motorista do aplicativo foi morto com o intuito de não deixarem testemunhas e assegurarem a impunidade do crime.



Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra foragido da Justiça em Extremoz

Klebio Gomes Leandro da Silva, conhecido como “Bimbo”

Uma investigação da Delegacia Municipal de Extremoz resultou, nesta quinta-feira (28), na prisão de Klebio Gomes Leandro da Silva, conhecido como “Bimbo”, de 31 anos. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão por homicídio, após ser conduzido à delegacia por Policiais Militares. Segundo as investigações, ele é o autor dos disparos que mataram Jonathan da Silva Freire, em Extremoz, no ano de 2017. Klebio “Bimbo” estava foragido desde a regressão de regime carcerário.



Caso Zaira Cruz: Polícia Civil indicia Pedro Inácio por estuprou e feminicídio

Pedro Inácio foi indiciado por feminicídio e estupro

O delegado titular da Delegacia Municipal de Caicó, Leonardo Germano, responsável pela investigação do assassinato da estudante Zaira Cruz revelou, nesta terça-feira (26), que a universitária foi vítima de feminicídio e dois estupros praticados por Pedro Inácio Araújo de Maria, 36 anos, preso no dia 15 de março de 2019.

O inquérito demonstrou que a jovem, de 22 anos, foi estuprada pelo investigado, primeiramente, no mês de agosto de 2018, fato não denunciado na oportunidade, mas constatado na investigação. “No dia 02 de março de 2019, Zaira Cruz encontra-se com Pedro Inácio no carnaval de Caicó. Ele fica com a vítima, dentro de um veículo, entre 2h14min e 3hs da madrugada. Neste lapso temporal, Pedro Inácio tenta ter relação sexual com a universitária, porém, ela nega. Diante da negativa de Zaira, ele a estupra e depois decide matá-la. Por volta das 3hs, Zaira é encontrada morta dentro do veículo, no banco do passageiro”, detalhou o delegado Leonardo Germano.

As investigações da Polícia Civil revelaram que o estupro sofrido por Zaira Cruz, no mês de agosto, foi compartilhado pela vítima em conversas com pessoa próxima a ela. A universitária relatava que Pedro Inácio tentou manter relação sexual, sem uso de preservativo, no mês de agosto de 2018, e que, em razão da negativa dela, ele a violentou. “Diante deste fato, gostaríamos de deixar um alerta sobre a importância das mulheres denunciarem este tipo de violência, para que não haja uma progressão característica do ciclo da violência”, alertou o delegado Leonardo Germano.



Polícia Civil indicia ex-prefeito de Santana do Seridó por desvio de combustível

Ex-prefeito, Dril, foi indiciado pela Polícia Civil por desvio de combustíveis

Uma investigação realizada pela Delegacia Especializada de Defesa do Patrimônio Público (DEDEPP) e 3ª Delegacia Regional de Caicó resultou no indiciamento de Adriano Gomes de Oliveira, ex-prefeito de Santana do Seridó, conhecido como “Drill”, por desvio de combustível destinado aos veículos que prestavam serviço público municipal. O crime teria ocorrido entre 2013 e 2016.

As investigações se iniciaram em 2017, quando se constatou que o ex-prefeito abastecia seu carro particular com combustível pago por um convênio da prefeitura de Santana do Seridó, firmado através de suposta licitação, com um posto de combustível da cidade de Parelhas. Segundo a delegada responsável pela investigação, não havia nenhum controle do abastecimento feito com dinheiro público.

O convênio autorizava o posto de combustível a abastecer os automóveis do município: ônibus, carros das repartições, tratores e outros que fossem de propriedade da prefeitura. Entretanto, bastava somente uma ligação do ex-prefeito ou servidor da prefeitura autorizado por ele que qualquer veículo era abastecido pelo convênio.

De acordo com a delegada Karla Viviane, da DEDEPP, o controle era feito apenas com um “vale abastecimento” e depois geradas as notas fiscais para pagamento pela prefeitura. Além disso, durante as investigações, foi constatado que o convênio com o posto foi realizado sem formalização legal, não houve contratação mediante processo licitatório. Apenas eram emitidas notas de empenho pela prefeitura e feito o pagamento ao posto.



Polícia Civil prende dois foragidos da Justiça na feira de Caicó

Nas primeiras horas da manhã deste domingo (24), equipe de policiais civis da Delegacia de Plantão de Caicó, prenderam dois foragidos da Justiça na feira livre da cidade.

A prisão foi possível graças a uma denúncia anônima chegada à Delegacia informando que um homem conhecido como “DELVAN”, acusado de um homicídio na cidade de Assu, estava trabalhando em uma banca de verduras na feira de Caicó. Os policiais se dirigiram ao local e comprovaram a veracidade das informações, dando voz de prisão a DELVAN DA FONSECA BORGES.

Na ação, os policiais abordaram, também, JOSÉ VALDILON DA FONSECA BORGES, irmão de DELVAN. Ele ficou nervoso e tentou fugir dos policiais correndo entre as barracas da feira, porém, os policiais conseguiram capturá-lo.

Na delegacia, foi constatado que VALDILON possuía um mandado de prisão em aberto por um crime de roubo ocorrido na cidade de Jucurutu. Os dois presos serão levados para o sistema prisional e ficarão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil agradece o apoio da população, enaltece o trabalho realizado pelos policiais plantonistas que bravamente participaram da missão e solicita colaboração por meio de denúncias anônimas, que podem ser realizadas através do 181 ou Whatsapp (84) 98602-0324.



Adolescente foi apreendido em operação na cidade de Jardim de Piranhas

Na operação, um adolescente foi apreendido

Nas primeiras horas da manhã deste sábado (23), policiais civis com o apoio do GTO da 5ª CIPM, deram cumprimento a mandados de busca e apreensão na cidade de Jardim de Piranhas, com o objetivo de combater o tráfico de drogas e a captura de foragidos da justiça.

Um adolescente foi apreendido pelo GTO, por força de mandado de busca e apreensão, e entregue à Polícia Civil, para adoção das providências administrativas junto à Justiça. O mesmo é suspeito de ter ligação com o tráfico de drogas e prática de assaltos na cidade.

A Polícia Civil agradece o apoio e confiança da população e solicita colaboração por meio de denúncias anônimas, que podem ser realizadas por meio do 181 ou Whatsapp (84) 98602-0324.



Após 9 meses, assassinos de idosa caicoense, seguem foragidos

Neste sábado (23), completaram-se 9 meses e 16 dias da morte de Valdira Medeiros. Ela faleceu aos 80 anos de idade, depois de ter sido vítima de assalto em sua casa no Bairro Acampamento, em Caicó. Os ladrões a espancaram. O crime foi registrado no dia 6 de junho.

Quando os ladrões (eram dois), entraram na casa da idosa, ainda era madrugada e disseram que queriam joias e dinheiro. Eles demoraram no interior da casa e lá promoveram sessões de espancamento contra a vítima.

Quando fugiram, levaram vários objetos de valor do interior da casa.

Antes de ser encaminhada para Natal, por causa de seu estado de saúde, Valdira ainda esteve na Delegacia de Polícia Civil, para prestar queixa. Ela que estava com hematomas pelo corpo e várias costelas quebradas, contou que os ladrões eram jovens.

Em Natal, dona Valdira Medeiros, morreu, não resistindo aos ferimentos.

Os dois ladrões nunca foram localizados pela Polícia.



21 dias da morte de Zaíra Cruz; Inquérito deve ser concluído nos próximos dias

Neste sábado (23), completaram-se 21 dias da morte de Zaíra Cruz, fato ocorrido no carnaval da cidade de Caicó. A jovem, foi encontrada morta no interior de um carro pertencente ao cabo da Polícia Militar, Pedro Inácio de Maria, inclusive, ele está preso preventivamente apontado pela Polícia Civil como principal suspeito de ter matado a jovem.

Zaíra Cruz foi morta no sábado de carnaval em Caicó e o Cabo da PM, Pedro Inácio está preso

O delegado Leonardo Germano, que preside o inquérito, já disse a imprensa que todas as provas levantadas na investigação apontam para o policial como sendo a pessoal que matou Zaíra. O crime teria sido praticado por asfixia mecânica.

O prazo para a conclusão do inquérito, é de 30 dias, podendo ser prorrogado, caso seja necessário.

Com a conclusão, o delegado elabora um relatório apontando tudo que foi apurado na investigação e quem é o responsável pelo crime. Ou seja, ele indicia alguém e encaminha o inquérito para a Justiça, que será transformado em processo.

O cabo da PM, Pedro Inácio de Maria, segue preso na sede do Comando Geral da Polícia Militar em Caicó, à disposição da Justiça.

Segundo aponta a investigação, o crime teria sido praticado na madrugada do dia 2 de março, sábado de carnaval. A jovem, estava com o acusado e ainda na companhia de outras amigas. De carro eles deixaram as amigas em casa, no Bairro Paraíba. Depois disso, Zaíra foi morta. O policial, Pedro Inácio, teria seguido para a sede do bloco (antiga Labodeguita) aonde estava, em frente a praça Dom José Delgado. Chegando em frente ao prédio, parou carro, mas não saiu. Depois de alguns minutos, entrou com o carro. Quando o dia amanheceu, Pedro Inácio, foi ao carro e disse ter encontrado Zaíra desacordada. Ela já estava morta.



Polícia Civil prende homem por posse ilegal de arma de fogo em Tangará

A ação culminou com a prisão de Formiga e a apreensão de arma de fogo

Policiais civis da Delegacia Municipal de Tangará e da 9ª Delegacia Regional de Santa Cruz, juntamente com policiais militares de Tangará, Senador Elói de Souza e da Guarda Municipal, deram cumprimento, na manhã desta quarta-feira (20), a um mandado de prisão em desfavor de Romário Balbino da Silva, conhecido como “Formiga”, apontado como um dos autores de um latrocínio ocorrido em novembro de 2017, em Tangará. Na residência do suspeito, foi encontrada uma arma de fogo calibre 12, municiada, razão pela qual foi autuado em flagrante por esse crime.

A Polícia Civil conta com auxílio da população no envio de informações que possam ajudar em investigações. As denúncias possuem garantia de sigilo e podem ser realizadas por meio do 181.



Polícia apreende arma de fogo e adolescente em Jucurutu

Arma de fogo e munições foram apreendidas com adolescente

Policiais civis de Caicó e de Jucurutu, realizaram na manhã desta quinta-feira (21), operação com foco em denúncias do uso de arma de fogo por pessoas e prática de crimes.

De acordo com o delegado Ricardo Brito, titular da 3ª DRP, foi apreendido um revólver de calibre 38 e munições em poder de um adolescente.

Os policiais realizaram os procedimentos na delegacia da cidade de Jucurutu.



Polícia Civil prende suspeito de homicídio e participação em grupo de extermínio

Homem foi preso por participar de grupo de extermínio

Policias civis da Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), juntamente com policiais da Força Nacional, prenderam, nesta terça-feira (19), José Cristiano da Silva Pinheiro, conhecido como “Magão”, 33 anos. José Cristiano foi indiciado por homicídio qualificado, associação criminosa, constituir, organizar, integrar e manter grupo de extermínio, além de roubos.

O suspeito é investigado pelo homicídio de Pedro Alves de Oliveira, que ocorreu na madrugada do dia 27 de junho de 2017, no conjunto Formigueiro, em Ceará-Mirim. A vítima foi assassinada a tiros de armas curtas e de calibre 12, na presença de esposa e filhos.

Além de José Cristiano, onze suspeitos foram indiciados pelos crimes citados e tiveram o pedido de prisão deferido, alguns já estão presos e outros foragidos. Todos os indiciados são integrantes de um grupo de extermínio.



Polícia Civil cumpre mandado de prisão preventiva

Na tarde de segunda-feira, (18), uma equipe da Polícia Civil de Caicó, cumpriu mandado de prisão preventiva contra Ana Laura Pereira Marques.

Ana Laura Pereira Marques descumpriu medida cautelar

Ela descumpriu medidas cautelares determinadas pela justiça, e após investigação policial, a Justiça determinara, novamente, a sua prisão preventiva.

Ana Laura responde pelo crime de tráfico de drogas, após ser flagranteada em fevereiro de 2018.

A Polícia Civil pede apoio da população por meio de denúncias anônimas, as quais podem ser realizadas pelo 181 ou 84 9.8602-0324 (WhatsApp).